ENTENDENDO E CORRIGINDO AS BRECHAS

10/09/2010 14:55

(Jeremias 39-1, 2, 3).


Foi tomada Jerusalém. Era o ano nono de Zedequias, rei de Judá, no mês décimo, quando veio Nabucodonosor, rei da Babilônia, e todo o seu exército, contra Jerusalém, e a cercaram; era o undécimo ano de Zedequias, no quarto mês, aos nove do mês, quando se fez uma brecha na cidade. Então, entraram todos os príncipes do rei da Babilônia e se assentaram na Porta do Meio: Nergal-Sarezer, Sangar-Nebo, Sarsequim, Rabe-Saris, Nergal-Sarezer, Rabe-Mague e todos os outros príncipes do rei da Babilônia.

No texto acima vemos a narração de um fato onde uma cidade resistiu uma grande investida por um ano e meio até que um dia o inimigo consegue fazer uma brecha e com isso superar todo o sistema de bloqueio. Já diziam os antigos: “Por onde se passa um boi passa uma boiada; por onde se passa um pingo d água se passa um oceano”.

O inimigo (satanás) nunca desiste, (ele anda em derredor insistentemente) pois a sua grande estratégia está na procura por brechas que podem ser feitas de dentro para fora, quanto de fora para dentro.

Esse episódio que envolve Zedequias é muito triste, pois quando menos esperava percebeu sua cidade invadida pelos oponentes e ai a única saída foi uma tentativa de fuga frustrada. Esperou a noite chegar para então efetuar no desespero a fuga que logo redundou em uma dura decepção. Pois em pouco tempo já estava nas mãos raivosas dos adversários.

Diante do Rei Nabucodonozor, Zedequias pôde assistir uma cena que nenhum pai jamais gostaria de ver: os filhos degolados, seus próprios olhos furados e ainda sendo humilhantemente levado para Babilônia.

Por causa de uma brecha vemos então que toda uma cidade pereceu com seu o exercito rei e príncipes. Não podemos desconsiderar que Zedequias havia pecado e esse cenário já estava descrito pelo profeta, mas mesmo assim podemos extrair desse exemplo muitos outros que sendo levados a sério, trarão muito sucesso a quem quer que seja.

É Interessante ler na Bíblia que o inimigo (satanás) conseguiu fazer uma brecha na imponente muralha que garantia a cidade toda segurança; mas então quando isso é possível? Quando a nossa guarda negligencia alguns pontos que vamos expor.

O que é brecha então? Podemos dizer que brecha é uma pequena abertura, num muro ou numa parede... que sempre é a conseqüência de um pequeno trinco, que vai ganhando espaço. Onde o inimigo vê uma simples rachadura logo com sua cunha, se não lhe oferecerem resistência, fará de um trilho, uma grande avenida.

Como é importante fazermos constantemente um serviço de auto-rastreamento, visando detectar todo e qualquer sintoma de mal em nossa vida.

Precisamos estabelecer uma varredura em nosso coração a cada momento, sendo o coração enganoso, o surgimento de brechas é até normal, mas sendo reparadas com urgência absoluta o inimigo não terá a mínima vantagem.

Lemos na palavra de Deus que o homem é comparado a uma cidade murada e no livro de (Provérbios 25: 28) diz: “Como a cidade derribada, que não tem muros, assim é o homem que não pode conter o seu espírito”. 
 

 
E a conseqüência disso podia ser visto no (Salmo 80: 12-13 12) que diz “Por que lhe derribaste as cercas, de sorte que a vindimam todos os que passam pelo caminho? O javali da selva a devasta, e nela se repastam os animais que pululam no campo.”

 

Mas quais situações você gostaria de saber se tem ou não a ver com brechas?

Vamos então pensar um pouco..... Uma das maiores brechas que conheço se chama incredulidade. Esse comportamento é capaz de tornar todo um sistema vulnerável. Já que a pessoa pode deixar de crer no Deus que prometeu sua proteção e se deixar levar por velhos sentimentos de derrota.

Que tal falarmos da falta de perdão? Quanta gente tem como diagnóstico em sua vida a falta de perdão em gênero, grau e numero. Muitos dizem faço tudo, menos perdoar..... Outras brechas. Como a Mentira. A Ganância.a Ambição. A Cobiça. A Inveja. A Soberba.

 
Pecado não confessado. A Amargura. A Desobediência as autoridades, os vícios...enfim são inúmeras as brechas.
 

 

Estas e outras brechas podem estar em lugares sutis, onde é difícil se fazer uma detecção precisa. Mas podemos invocar o Senhor que venha nos ajudar a ver com o Seus olhos até aqueles pontos que julgamos tão normais.

É necessário fazer tudo isso antes de uma invasão. Pois se acontecer isso, com certeza o prejuízo será muito maior.

 
Por que será que o inimigo prevaleceu então contra Zedequias? A exemplo de tantos outros reis ele se deixou levar por práticas errôneas aos olhos de Deus. Às vezes as pessoas acham que não tem nada a ver determinadas praticas na vida, e com isso o inimigo (satanás) vai ganhando espaço até que tudo se generalize em seu comando.

Para expor melhor, quanto aos métodos utilizados pelas trevas hoje em dia, cabe aqui uma pequena história que foi contada sobre um homem que, numa noite fria amarrou o camelo ao lado da sua tenda. Diz que perto da meia-noite o dono do animal notou que a tenda estava se movendo e logo sentiu o focinho do animal dentro das dobras da tenda.
 
O homem pegou um pau e bateu firme no focinho do animal que rapidamente saiu. Mas, um pouco mais tarde, o camelo enfiou o focinho na tenda e disse ao seu dono: “Está tão frio aqui e você tem essa tenda grande e quente. Não faz mal se eu deixar apenas o focinho aqui dentro, faz?” Depois de pensar um momento o homem concordou. Uma hora mais tarde, tamanha foi a surpresa do homem que ao acordar viu a cabeça inteira do camelo dentro da tenda. 
 
Rapidamente, o animal explicou: “Tomei um pouquinho mais de espaço e assim fico mais confortável. Acho que não há nenhum problema , né ?” E mais uma vez o homem concordou. Durante a noite o homem acordou mais três vezes, e cada vez mais o corpo do animal estava dentro da tenda ,e o pedido do animal era sempre atendido. Finalmente, o homem acordou e quando percebeu ele estava fora da tenda e o camelo dormindo tranqüilamente no interior da mesma, recusando-se a sair.

Estas palavras podem parecer engraçadas, mas a moral que encerra a historia, combina em tudo com o que muitos fizeram e podem fazer. Autorizaram, aos poucos, o inimigo a colocar apenas a ponta do nariz na entrada da casa, e este aproveitando-se da oferta, entrou de costas com seu sapatinho de algodão tomando, rapidamente, toda a casa . A ordem é não dar lugar ao diabo .... e a bíblia nos exorta em (Efésios 4:27).....dizendo: “ nem deis lugar ao diabo ”.

Em (Isaías 30: 13) lemos uma grande advertência quanto ao que muitos podem considerar coisas insignificantes “por isso esta maldade vos será como brecha que, prestes a cair, já forma barriga num alto muro, cuja queda virá subitamente, num momento” .

 

Cuidado as brechas nem sempre possuem nome de brechas. Saiba que os caminhos que podem parecer bons aos nossos olhos podem ser visto como caminhos de perdição aos olhos de Deus. Cuide bem de seus muros e diga como (Neemias 6:1) “Tendo ouvido Sambalate, Tobias, Gesém, o arábio, e o resto dos nossos inimigos que eu tinha edificado o muro e que nele já não havia brecha nenhuma, ainda que até este tempo não tinha posto as portas nos portais”.

Os nossos inimigos devem saber que nosso muro está muito bem reparado e sendo reparado. Isso cabe a cada um de nós. Devemos ser num contexto geral reparadores de brechas, mas em primeiro plano na nossa cidade pessoal. E no livro de (Isaías 58:12) diz:
 

“E os que de ti procederem edificarão as ruínas antigas; e tu levantarás os fundamentos de muitas gerações; e serás chamado reparador da brecha, e restaurador de veredas para morar”

Cuidado esteja em alerta máximo pois estamos informados que o inimigo está muito atento em sua ronda diuturna e no livro de (I Pedro 5: 8) a palavra nos diz: “Sede sóbrios, vigiai. O vosso adversário, o Diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar;

Ele procura brechas que podem ser feitas de dentro para fora e de fora para dentro. No Monte Massada em Israel é fascinante estudar aquela fortaleza onde se deu a ultima resistência dos judeus contra as investidas romanas. Tudo culminou quando os inimigos depois de muitos anos conseguiram. Certamente uma brecha foi a culpa de tudo
 
CONCLUSÃO 
 
Que você seja um reparador de brechas, primeiramente em relação a você mesmo, porque assim outros serão muito abençoados por sua causa.

Gostaríamos de deixar para reflexão o estudo do livro do profeta (Ezequiel 22:30) que nos diz:
 
Busquei entre eles um homem que tapasse o muro e se colocasse na brecha perante mim, a favor desta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!