DESEQUILÍBRIO DAS EMOÇÕES (ALMA), INTERFEREM NO CRESCIMENTO ESPIRITUAL

16/04/2010 20:29

 

Quantos crentes em nossos dias aprenderam que ser cristão é ser uma pessoa inatingível. E que, problemas emocionais são um reflexo da falta de fé. Mas, Deus nos conhece e sabe que somos pó porque nos fez do pó.


“Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó.” (Salmo 103.14) “No suor do teu rosto, comerás o teu pão até que te tornes à terra; porque dela foste tomado, porquanto és pó e em pó te tornarás.” (Gênesis 3.19)


Podemos entender que as emoções não são necessariamente más, uma vez que procedem da alma (psique), e isso é criação de Deus. Todavia a Bíblia ensina que a alma deve estar “santificada”, isto é “separada” para Deus, ou, sob o controle de Deus.

“E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” (1 Tessalonicenses 5.23)


 

A Bíblia nos mostra as falhas humanas, conseqüentemente mostra-nos suas emoções expressas das mais variadas maneiras. Podemos ver ansiedade, solidão, depressão, ira, culpa, enfim.

Na igreja podemos ver solteiros que, quando vêem a idade avançando e seus companheiros e companheiras de mocidade casando-se, sentem-se frustrados, amargurados, não raro desesperados, e até desamparados por Deus. Irmãos que um grande potencial, mas que apresentam problemas de auto-estima e complexo de inferioridade.

Obviamente se nossa “carne” (no sentido metafórico da palavra), vencer e não formos controlados pelo Espírito (Gl 5.16-26), certamente os problemas emocionais vão aflorar e prejudicar a nossa vida e também a nossa saúde causando doenças psicossomáticas (do grego psique = mente, alma e soma = corpo), isto é, perturbações ou lesões orgânicas produzidas por influências psíquicas tais como: medos, desejos exacerbados etc.

Por isso a Bíblia diz:

“Digo, porém: Andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne...Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito.” (Gl 5.16,25)

 

Crises

No decorrer de nossa vida, maioria de nós apresenta um equilíbrio emocional bastante consistente, porém, às vezes surgem situações graves que ameaçam o nosso equilíbrio. Essas situações ou acontecimentos são chamados de “crises”.


 

Por um lado, a crise pode vencer a pessoa, por outro, é uma oportunidade maravilhosa para vermos o poder de Deus manifestado.

Exemplos:

(João 11.40) “Disse-lhe Jesus: Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus?” - Nesse contexto vemos uma situação de muita emoção. Lázaro havia morrido, mas Jesus manifesta o seu poder e a crise é vencida.
 
(Lucas 8.22-25) – Nesse texto Jesus apazigua a tempestade. Os discípulos estavam com medo pois havia a ameaça da morte e novamente vemos Jesus mudando a crise em livramento, o desespero em alívio, a tristeza em alegria. Aleluias.

(2 Co 12.7-10) – Paulo havia recebido um “espinho” na carne. De acordo com a nota sobre o texto encontrada na Bíblia de Estudo: “A palavra ‘espinho’ comunica a idéia de dor, de aflição, de sofrimento, de humilhação, ou de enfermidades físicas, mas não a de tentação para pecar (Gl 4.13,14)...”.

Não importa na verdade que seria esse espinho, certo é que por causa disso, Paulo tornou-se mais dependente da graça divina. Aleluia.... ele orou humilhado, e Deus o respondeu, fortalecendo e manifestando o seu poder (v. 9).

Alguns problemas emocionais

Vamos apresentar aqui alguns problemas emocionais. Vejamos:
 
Ansiedade – poderia ser definida como sentimento íntimo de apreensão, mal estar, preocupação, angústia e/ou medo, acompanhado de desperdício físico intenso. Clinicamente existem vários tipos de ansiedade identificados ( real, fóbica, ego-neurótica, básica e separação, aguda, crônica, moderada e intensa).

A ansiedade pode varia de intensidade. Na Bíblia o termo é usado com dois sentidos, um como aflição ou angústia e outro com o sentido sadio de preocupação. Ler os textos: (Mt 6.25,31,34); (Fp 4.6,7); (1 Pe 5.7); (Sl 55.22).

 

Solidão - sentir-se solitário é tomar consciência de que nos falta um contato significativo com outros envolvendo um sentimento íntimo de vazio, levando, não raras vezes, ao desânimo, sensação de isolamento, inquietação, ansiedade e um desejo intenso de ser amado e necessário a alguém.

As pessoas solitárias, em geral, se sentem deixadas de lado. Deus viu que não era bom que o homem estivesse solitário (Gn 2.18). Na verdade o pecado traz um sentimento de solidão que reflete a separação entre o homem e Deus (Is 59.1,2).

São vários os fatores que levam o ser humano moderno à solidão: A urbanização, a televisão, a tecnologia, causas psicológicas, atitudes derrotistas, incapacidade de se comunicar etc. Mas certo é: Deus tem a resposta para a alma solitária. Deus deseja ter e manter comunhão com o homem. Ler os textos: (Jo 6.37); (Mt 11.28); (28.20b); (At 2.21); (Hb 13.5c,6).

Depressão – também conhecida como melancolia. Seus sintomas da depressão são: tristeza, apatia e inércia tornando difícil continuar vivendo ou tomar decisões; perda de energia e fadiga, normalmente acompanhadas de insônia; pessimismo e desesperança; medo, auto-conceito negativo, quase sempre acompanhado de auto-crítica e sentimentos de culpa, vergonha, senso de indignidade e desamparo; perda de interesse no trabalho, sexo e atividades usuais, perda da espontaneidade; dificuldade de concentração; incapacidade de apreciar acontecimentos ou atividades agradáveis; e freqüentemente perda de apetite.

Na Bíblia vemos o salmista discorrendo sobre o assunto e encontrando a resposta. Ler os textos (Salmo 43; 69; 88; 102)
 

 

CONCLUSÃO

Com toda certeza as emoções podem interferir na vida espiritual de uma pessoa. Todavia o cristão deve ter equilíbrio (2 Pe 3.18), mente renovada (Rm 12.2), viver pela fé e não pelo sentimento (Hb 10.38; 11), pois Deus é Especialista em mudar histórias, Ele é Todo-Poderoso, o El-Shadday (Gn 17.1; Mt 28.18; Ap 1.8).

Ainda que nosso coração grite... Ele diz: “Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus....” (Salmo 46.10a)

 
Então podemos dizer:

“Porque, quando meu pai e minha mãe me desampararem, o SENHOR me recolherá.” (Salmo 27.10)

 
Pr. Roberto Carlos Cruvinel
Glórias a Deus.. nós não estamos sozinhos... Deus nos ama e pode intervir ainda que nossos sentimentos nos enganem (Jr 17.9).. Deus é Fiel!!! Aleluias... Amém!!!



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!